Conceito e principais opções

De forma simples e direta a impermeabilização é uma técnica construtiva que utiliza produtos específicos para criar uma camada de proteção em determinada superfície ou estrutura de betão em contato com a água.

Ou seja, impermeabilizar é proteger as estruturas e superfícies de betão dos efeitos nocivos que a água pode produzir. Sendo água de chuva, águas servidas ou até mesmo água subterrânea.

A água pode causar inúmeros problemas em edificações, como infiltrações, perda da qualidade da pintura e revestimento, aparecimento de fungos e mofos, comprometer a armadura de aço de uma estrutura por meio da corrosão e tantas outras anomalias que podem surgir.

Além de garantir o bom aspecto físico de uma edificação a impermeabilização também colabora com um bom tempo de vida útil e a segurança da estrutura. Após aprender o que é impermeabilização vale a pena conferir os detalhes a seguir.

Onde a impermeabilização é utilizada

A impermeabilização é uma técnica que pode ser aplicada em diferentes tipos de obra. Em cada tipo de obra é indicado um produto específico e uma técnica adequada que resultará numa impermeabilização de qualidade.

Por exemplo, a impermeabilização pode ser utilizada em diversas etapas de uma pequena edificação. Na construção de uma casa as paredes precisam ser impermeabilizados, a primeira laje de piso, as paredes de base em contato direto com o solo, os pisos de áreas molhadas como banheiros e área de serviço, sacadas, jardineiras e lajes de cobertura que não possuam telhado.

Em grandes edifícios, além das áreas citadas acima é importante impermeabilizar os poço(s) de elevadores, jardins, piscinas, saunas e qualquer outra superfície que tiver contato direto com a água.

É importante salientar que a impermeabilização é adotada em situações onde o contato com a água é constante ou temporário.

Principais tipos de impermeabilização

Para quem está aprendendo o que é impermeabilização, é essencial conhecer os principais tipos de impermeabilização. Como a impermeabilização é adotada em inúmeras etapas de uma construção e em diferentes tipos de obra é normal que sejam desenvolvidos produtos específicos para cada tipo de utilização.

Isso faz com que o mercado de produtos impermeabilizantes possua uma infinidade de opções para o construtor. Isso é muito bom, pois surge cada vez mais técnicas com preço acessível, mas também causa uma grande confusão para quem vai comprar seus produtos pela primeira vez.

O primeiro passo então é entender que existem duas classificações para a impermeabilização, que é a  flexível e a rígida.

É válido esclarecer que cada tipo de impermeabilização é mais indicado para determinado fim. Isso não quer dizer que uma seja melhor que a outra.

Impermeabilização rígida:

A impermeabilização rígida deve ser adotada em partes de uma construção que estáveis, ou seja, que não estejam susceptíveis ao surgimento de trincas e fissuras.

Este tipo de impermeabilização pode ser utilizado como um aditivo na argamassa de revestimento da estrutura ou como uma pintura sobre a superfície que estará em contato com a água.

Os principais locais onde este tipo de impermeabilização é utilizado são em fundações, piscinas enterradas, baldrames, estruturas de contenção e pisos em contato com o solo.

Entre as inúmeras opções do mercado você encontrará as argamassas impermeabilizantes, os cimentos poliméricos, aditivos hidrofugantes, os cimentos cristalizantes e as resinas epóxi.

Impermeabilização flexível

A impermeabilização flexível é adotada em situações onde a estrutura esteja sujeita a movimentações, surgimento de fendas, vibrações e variação de temperatura.

Elas são encontradas no mercado na forma de mantas ou misturas que podem ser moldadas na superfície da obra em questão. As mantas podem ser aderidas ou não na estrutura e as misturas após secas formam uma camada impermeável e elástica.

São muito adotadas na impermeabilização de lajes de cobertura, terraços, áreas molhadas e área de serviço e reservatórios elevados.

No mercado da construção as mantas asfálticas, as membranas asfálticas, mantas de PEAD, mantas de PVC, membranas de poliuretano e resinas acrílicas, são muito comercializadas.

Cuidados importantes sobre a impermeabilização

Em muitos casos as técnicas de impermeabilização são simples e podem ser desenvolvidas por equipas com boa experiência em obras, sendo este o caso da pintpor® que conheça os produtos que irá utilizar.

Entretanto, em caso de obras mais complexas é importante que seja desenvolvido um projeto específico de impermeabilização. Onde serão indicados as técnicas e produtos adequados para toda a obra.

Além do projeto é fundamental que exista um acompanhamento de um profissional com boa experiência nas técnicas indicadas em projeto, estando a pintpor® apta para esta especialidade técnica.

Vale destacar que com impermeabilização não se brinca. É uma parte fundamental de uma obra, e a utilização de técnicas inadequadas pode resultar apenas em desperdício de valores consideráveis.

Equipa técª de engenharia de impermeabilização  2017

Caso se tenha deparado com alguma duvida, contacte-nos por email.

pintura edificio  pintar edifício pintura de prédio pintar prédio pintar edifício condomínio pintura fachadas obras condomínio